"O anarquismo defende a possibilidade de organização sem disciplina, temor ou punição, e sem a pressão da riqueza."

emma goldman

........

2009/01/24

cultura & arte__manhas


Ocorreu nesta semana em Salvador/Bahia mais um Hiper-Mega evento promovido  pelos defensores do centralismo democrático (sic!!), isto tudo aos moldes dos homens de negócios norte-americanos com um único objetivo, qual seja o de vender quinquilharias multicoloridas.

  

Qual seja, o evento promovido pela anacrônica esquerda autoritária encastelada nas torres de poder do governo petista: a VI Bienal de Arte, Ciência e Cultura da UNE (organização estudantil cooptada pelos partidos políticos e governo para fins espúrios). E tendo como objetivo primordial elogiar os governos do lula_lelé, cháves, evo, fidel e outros tantos dinossauros do marxismo-leninismo. 

    

Por estarmos atônitos diante de posturas camaleônicas de transmutação ideológicas – e termos dificuldade para expressarmos com clareza o que está acontecendo com este combativo instrumento de expressão e luta dos despossuídos –, transcrevemos um pequeno trecho da coluna Em tempo do Jornal Tribuna da Bahia, do Alex Ferraz:

"[...] quando se dizia que a UNE (União Nacional dos Estudantes) ia se reunir, era um corre-corre. Só esperava muito protesto, ações sociais fortes, passeatas, uma coisa belíssima. Hoje, a UNE faz encontro de cinco mil em Salvador para discutir cultura... Dentro de quatro paredes, é claro!

Antes que algum leitor desavisado me interprete mal, devo dizer o óbvio: nada, absolutamente nada contra a cultura. Muito pelo contrário, pois é cultura o que mais falta às gerações de estudantes pós-reforma do ensino feita pela ditadura militar.

Mas seria no mínimo interessante que os estudantes fossem às ruas protestar contra o desemprego crescente, a miséria terrível e a violência absurda. No entanto, a categoria que chegou a derrubar um presidente, em 1992, hoje faz chá das cinco. E com gordas verbas do governo federal. Ou será exatamente por isso que as lideranças se calam?

[...] entendo muito bem os significados da palavra alienação e da expressão "jogo de interesses." Lamentável é um governo dito de esquerda paralisar os movimentos sociais de forma mais radical do que conseguiu a ditadura armada. Concordo."

  

Portanto, alguns compas libertários não puderam deixar passar em brancas nuvens essa oportunidade para se fazer presente com este ácido (curto & grosso) e instrutivo ‘mosquitinho':

5 comentários:

Anônimo disse...

bob por e-mail:

"Nada como um pouco de adrenalina novamente nos nervos. entramos no passeio público e começamos a distribuição. Alguns indignados lascaram o panfleto na nossa frente, outros jogaram no chão (o que protestamos pelo lado da ecologia)"

Anônimo disse...

BARqueiro, por e-mail:

" o tempo passa, o tempo voa, mas os fdp dos capas comunistas continuam fazendo as mesmas sacanagens que fazem desde a Comuna de Paris..."

Anônimo disse...

Urbano Nojosa (professor de jornalismo comparado da PUC-sp) resenhando 'os irredutíveis' de daniel Bensaïd, escreveu:


"... a indignação é um começo para estabelecer princípios da ação política de enfretamento ao capitalismo. É preciso indignar-se, insurgir-se e depois..."

Karina Meireles disse...

hehe.. o "mosquitinho" ficou muito bom!!
O movimento estudantil é a maior farça que temos hj.. se pinta de vermelho para atrair os indeferis com sua garra facista.
resumindo uma grade merda!

Anônimo disse...

fiquei impressionado com o mega evento, como essa organização tem tanto dinheiro assim para essas coisas e nada para criticar o MEC e as Universidades e os seus reitores que ficam nas mordomias.
Estudantes de todo o Brasil, abre os olhos!!! Autogestão neles e contra a centralização