"O anarquismo defende a possibilidade de organização sem disciplina, temor ou punição, e sem a pressão da riqueza."

emma goldman

........

2009/04/06

utilidade pública

o mosquito pica...

E O POVO LEVA A CULPA!!!

el_brujo

Entra “governo” de oposição, sai “governo” da situação e os mosquitos aedes aegypti passeiam livres, leves e soltos em sobrevôos rasantes pelas nossas cidades.... transmitindo o vírus da dengue sem encontrar barreiras naturais (matas e florestas com seus predadores para fechar o círculo da cadeia alimentar) ou fitossanitárias ensejadas pelos órgão responsáveis contra este indesejável visitante.

Algumas perguntas se fazem necessárias diante da gravidade da situação nos postos de saúde pública:

Cadê as áreas verdes da cidade?

Estão completamente abandonadas (o Parque de São Bartolomeu é um exemplo gritante, pois está entregue aos ratos, baratas, moscas, mosquitos, muriçocas etc.) ou entregues à especulação imobiliária das empresas de construção civil (a avenida paralela que o diga)!

Cadê os moços e moças do sacolão amarelo?

Não seria exagero compará-los - na sua árdua jornada de trabalho - aos dozes trabalhos realizados pelo semi-deus grego Hercules.

Esses abnegados “heróis” são em um número bem menor que o necessário, além de estarem insuficientemente preparados como agentes de saúde publica, visto que esses treinamentos  promovidos pelos gestores da saúde preventiva ficam muito a desejar; mal vestidos (com calçados, calças e blusas não apropriadas ao nosso clima); mal pagos (entregues que estão aos chupa-cabras que administram as “gatas”); e desmotivados nas suas tarefas diárias, pois deparam-se com inumeráveis dificuldades para ter acesso aos possíveis locais contaminados.

Cadê os carros e as motos (que devem ser usadas nos becos e vielas) do fumacê?

Diante da impossibilidade de seu uso, pois muitos estão danificados nos pátios das repartições públicas, estacionados sem pneus ou motores, e alguns até sem as bombas de aspersão da bendita nuvem de veneno tão necessária para eliminar as ‘personae non gratae'.

Cadê a secretaria de limpeza urbana?

Os monturos de resíduos urbanos ficam espalhados por dias seguidos nas periferias das cidades, pois os planejadores do mal-estar alheio (burocratas-gestores) optaram por um sistema muito do escroto, um tal de rodízio na coleta do lixo. Em vez de contratarem mais veículos especiais de coleta com seus respectivos operadores para minimizar os possíveis pontos de concentração de pragas e doenças...

Cadê a secretaria de manutenção dos logradouros públicos?

As praças, parques públicos, hortos florestais, bicas, fontes, cisternas, estão sem os devidos cuidados de conservação e preservação; bem como as margens dos rios, lagos e lagoas sem as suas respectivas matas ciliares que deveriam envolver todo o seu perímetro garantindo, assim,  áreas de ecosistemas reguladoras do clima, temperatura e das nascentes (minadores) de fontes d'agua.

Cadê o culpado?

Segundo o 'homê da capa-preta' e as suas planilhas que explicam tudo, mas não resolve nada, está estatisticamente comprovado que o vilão é o povo... 

Encontraram, enfim, o grande irresponsável, que promove a crescente onda de dengue hemorragia que se avizinha da nossa população desinformada, despolitizada, desorganizada e apática diante do seu próprio infortúnio.

Portanto, só a santa ingenuidade desse nosso povo para continuar caindo neste conto do vigário, melhor dizendo, dos vigaristas, picaretas e caras de pau que ocupam os posto de mando (e desmando) na gestão pública deste estado de calamidade pública... 



3 comentários:

Mídia Rebelde disse...

Todo cuidado é pouco... O velho Wagner, mesmo com a infestação de muriçocas no subúrbio ferroviário e moscas no Pelourinho, seria escolhido hoje para mais 4 anos no poder... arghh...

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

é lamentável, mas é quase que certa essa possibilidade:

foram oito de f.h.c., mais oito de lula lelé (o heptopus) e nós sobrevivemos. Portanto nem vai doer muito se tivermos mais quatro anos de processamentos etílicos (fermentação e destilação do melhor malte escocês) funcionando a todo vapor em nosso estado...