"O anarquismo defende a possibilidade de organização sem disciplina, temor ou punição, e sem a pressão da riqueza."

emma goldman

........

2010/02/17

extraindo conceitos__25

a alma do homem sobre o socialismo*


Oscar Wilde

[...] A escravidão humana é injusta, arriscada e desmoralizante. Da escravidão mecânica, da escravidão da máquina, depende o futuro do mundo.

[...] Um mapa-múndi que não inclua a Utopia não é digno de consulta, pois deixa de fora as terras a que a Humanidade está sempre aportando. E nelas aportando, sobe à gávea e, se divisa terras melhores, toma a içar velas. O progresso é a concretização de Utopias.

[...] quando o Socialismo tiver resolvido o problema da miséria e a ciência o da enfermidade, diminuirá o campo de ação dos sentimentalistas, e a solidariedade humana será ampla, sadia e espontânea. O homem terá alegria na contemplação da alegria de seu semelhante.

[...] o mundo moderno tem projetos. Propõe dar fim à pobreza e à dor que ela acarreta. Deseja livrar-se da dor e do sofrimento que a dor acarreta. Confia no Socialismo e na Ciência como seus métodos.

Visa a um Individualismo que se expresse através da alegria e que será mais vasto, pleno e encantador que qualquer outro tenha sido. A dor não é a forma suprema de perfeição. Meramente provisória, é um protesto.

Está presa aos meios iníquos, doentios e injustos. Quando a iniqüidade, a doença e a injustiça forem erradicadas, não haverá mais lugar para ela. Foi urna grande obra, mas já está quase finda. Sua esfera de ação reduz-se a cada dia.

Tampouco o homem dará por sua falta, pois o que se busca não é nem sofrimento nem prazer, mas a Vida. Busca viver de forma intensa, plena e perfeita.

Quando puder viver assim, sem sujeitar seu semelhante nem ser por ele sujeitado, e suas atividades lhe forem todas agradáveis - ele será mais sensato, sadio e civilizado, será mais ele próprio.

O Prazer é a medida da natureza, seu sinal de aprovação. Quando um homem está feliz, ele está em harmonia consigo mesmo e com seu meio. O novo Individualismo - a serviço do qual, quer queira, quer não, está o Socialismo - será a harmonia perfeita.

Será o que o Grego buscou, mas não pôde alcançar completamente, a não ser no plano das Idéias, porque tinha escravos, e os alimentava; será o que a Renascença buscou, mas não pôde alcançar completamente, a não ser no plano da Arte, porque tinha escravos e os entregava à fome.

Será completo e, por meio dele [o prazer], cada homem atingirá a perfeição. O novo Individualismo é o novo Helenismo.

* texto surrupiado do livro "a alma do homem sob o socialismo", de Oscar Wilde

2 comentários:

Dan disse...

Oi,

Grande texto de Oscar Wilde.Uma aula para todos nos. Parabéns pela publicação.

Abraços

Anônimo disse...

a revolta não se assenta na inveja, como pensa alguns.

é na indignação que a revolta se impõe diante da exploração e constrói a derrocada do capital e de sua volúpia pelo "poder"!!

o objetivo é suprimir o “prazer” que alguns usufrui ao exercitar o "mando" sobre os outros.